Missao 24H Pesca

Ir em baixo

Missao 24H Pesca

Mensagem  emiz em Qui Fev 24, 2011 12:05 pm

[/b]

O 24Horas Pesca foi um evento que presou pelo convivio, espirito de aventura e sobrevivência entre os participantes.

Não se tratando de uma missão de pesca a 100% mas sim de uma prova de resistência fisica e mental que temos imenso gosto de partilhar com todos os nossos vesitantes do Praia Da Luz XRX.




As Regras

As regras para os 24Horas Pesca 2010 foram rigidas! Nenhum participante poderia levar comida, a não ser 1 pão por pessoa, não havendo no entanto restrinções no que diz respeito á bebida, por isso viu-se no evento imensas garrafas de água, café, vinho e até Martini e Tequilla...

Então com isto tudo, todos nós eramos obrigados a pescar no duro para apanhar o almoço e o jantar para não passar fome, e assim foi...




O Inicio


O inicio da missão era ás 9:30 da manhã na Igreja, mas como era de esperar a essa hora não estava lá niguém...

Á medida que o tempo passava lá iam chegando alguns dos participantes, primeiro o Pedro de seguida o Kussa e o Diogo, depois o Gordo e o Bezaina e por fim o David e o Miguel, com isto tudo já era 10:40, e foi nessa altura que abalamos para o local da pesca.



Chegados á Cama da Vaca, era altura de transportar todo o matrial para o pesqueiro... Canas, tachos, baldes, fogareiros, pitromaxes, roupa, sacos cama, e matrial de mergulho entre outras tantas coisas deram uma trabalheira enorme para transportar.



Chegamos ao pesqueiro, e tal não foi o espanto... Mas não nosso... Sim! o espanto foi dos outros pescadores que lá estavam, a nos verem chegar atulhados de coisas, pareciamos uns campistas que invadiram o pesqueiro assim do nada.

Ainda mal tinhamos montado o matrial e arrumado as malas já alguns dos pescadores que lá estavam começaram a desaparecer, não sei se por vergonha se por "medo", mas eles não gostaram lá muito da nossa presença, dos 5 que lá estavam só ficou 1. Depois de tudo arrumado era altura de começar a missão.




A Manhã


As condições não erão as melhores, vento de quadrante sudueste de 25 a 30 nós, água lusa e chuva... Adivinhava-se assim uma prova bastante dificil para as 24 horas que se seguiam, por isso como estava maré vazia, o Kussa e o Pedro aproveitaram para ir apanhar algumas Lapas, Preceves, e Burriés para o almoço, caso a pesca corre-se mal nas primeiras horas da manhã sempre iriamos ter alguma coisa para comer.

O Miguel vestiu o seu fato de mergulho e foi ver se conseguia apanhar algo mais consistente sem ser Lapas para o almoço, enquanto isso o resto do pessoal pescava ao fundo e o André tentava a sua sorte com umas Liças que andavam a papar o engodo por cima de água.




O Almoço

Era 12:30 da tarde e já tinhamos 1 hora e meia de pesca sem nenhum strike, então tivemos de ir cozinhar os mariscos. Enquanto o Kussa cozinhava os Burriés e as Lapas com água do mar chegou o Miguel com as capturas da caça submarina para o almoço...

Não eram muitas pois ele disse que o fundo do mar parecia um deserto, e não tinha visto muito peixe... Apanhou apenas 1 Rascasso, 1 Polvo, 1 Sargo e 1 Liça... Nesse preciso momento o Diogo ferra outra Liça, e concretiza a primeira peça do dia feita á cana... Depois do peixe arranjado foi tudo para grelha e o almoço ficou safo!!

-"Foi bom o petisco" dizia o pessoal, pão e água acompanhado de peixe assado, Lapas, Burgaus e Preceves, e no fim um belo café que o gordo preparou.




A Tarde

Depois de almoço, alguns ficaram a descansar e outros começaram a preparar o engodo para pescar á Cavala, tentado assim apanhar já algum peixe para o safar jantar.

As primeira chuvas começaram e cada vez mais o nosso spot ia sendo chamado de casa, pois abrigava muito bem do vento e da chuva e tinha espaço suficiente par todos os artefáctos.

Por volta das 3 horas da tarde começamos a pescar á Cavala... Preparamos as canas com boinhas pequenas, sedas finas e anzóis numero 4, mas antes fomos engodar, com engodo bastante liquido para chamar as Cavalas ao pesqueiro, e elas não tardaram a aparecer.

O pesqueiro ficou repleto de Cavalas e Pescadores... Nos primeiros 20 minutos a pesca prometia! Já tinhamos 6 cavalas!

Mas depois a maré começou a vazar e com o começo da noite elas foram desaparecendo, só ouve tempo de ferrar mais 2 Peixes-Agulha que também deram para o jantar, o David acabou também por apanhar um polvinho á cana, mas decidimos devolve-lo á água e fizemos o mesmo com mais 2 ou 3 sargos de tamanho pequeno.



Nisto já eram 5 da tarde e com a noite o frio começou a bater á porta. O Miguel foi o primeiro desistente da prova, alegando ter de ir buscar a namorada á escola, acabou por ter de sair de prova mas prometeu voltar para a noite.

Entretanto já tinhamos 6 horas de pesca, mas, sem muito peixe... Muito por culpa das condições maritimas e meteorológicas, que repito não eram as melhores.




A Noite

Com a chegada da noite era altura de acender o pitromax e as lanternas para iluminar a nossa "caverna" para assim podermos aconchegar os sacos cama e os enconstos do pessoal.

Agora o vento forte, a chuva, e o frio, tornavam-se num verdadeiro teste á resistência de cada um. colocamos as canas a pescar ao fundo e todos recolheram ao "interior" para fazer o jantar e jogar ás cartas.

Mais uma vez o Kussa foi responsavel pela jantarada, e que jantarada foi! uma deliciosa Cavala e uma posta de Peixe-Agulha para cada um de nós, foi o que havia... Mas como o jantar era pouco aquela Cavalinha sabia melhor do que nunca!!

Depois de jantar reparamos que já tinha acabado a água e o pão, por isso tinhamos de chamar reforços!

Telefonamos ao João e ao Ricardo com pedidos de pão, água, vinho e fogo para combater o frio...




As Batotas

Os reforços de água e pão tardavam a chegar, foi então que se ouvio os primeiros remorços de desitência:

-"Ahh, tá de chuva e não há peixe vou mas é para casa"

-"O peixe não pica, vou cagar nisto"



Por volta das 9 horas da noite, ouve alguma movimentação nas canas e o pessoal distraiu-se a olhar para as ponteiras com esperança de apanhar mais alguma coisa... e Zauu um strike!! era uma Safia!



Derrepente sem niguém dar por isso acontece uma coisa muito sinistra... Adivinhem o quê??

Um cheiro estranho vinha do fogareiro... Mas um cheiro a carne? do fogareiro? O que será?

Era uma Chouriça a assar! Boa, boa, mesmo deliciosa! Mas contra as regras do 24Horas Pesca!

Niguém sabia como aquilo foi ali parar. Todos se preparavam para resistir aquele cheiro delicioso e não iam comer a chouriça, até que se ouve alguém dizer:

-"Oh, eu já fiz batota, logo antes de almoço quando o Miguel tava á pesca subamarina e o voçês tavam a apanhar Lapas, eu o Gordinhe e o André comemos um croassaint com chocolate cada um..."

Nisto em 2 segundos todos devoraram a chouriça, e todos acabaram por fazer batota.

Já que a batota estava feita não havia mal em continuar, por isso telefonamos ao Ricardo e pedimos para ele trazer castanhas para assar no fogareiro!

Entretanto já devia ser umas 10 horas da noite quando chegou o Ricardo e o João com muita lenha vinho e castanhas para assar. Preparamos o fogo e o pessoal ficou a chillar até o borralho ficar pronto para assar.

Mais um strike, era outro Rascasso e novamente um strike desta feita um Sargoite. Estranho que só o Diogo estava a apanhar peixe? Não, pois só ele e o Bezaina é que estavam á pesca, porque com o borralhinho pronto o pessoal começou a devorar castanhas a noite toda!!




Missão Falhada

Por volta da 1h da manhã, nova desistência, David chumba a missão e apanha boleia com o Ricardo e do João para casa. O pessoal tenta resistir ao pensamento do conforto que seria dormir na cama, mas não consegue, agora o vento roda para quadrante "sueste" e entra directo na "casa" levando o fumo da fogueira todo para dentro.

O relógio marcava 2:00 horas da manhã e o pessoal começa a desistir. Já lá vão 15horas de pesca e agora com o vento niguém consegue pregar olho, o André arruma a cana e diz: "Vou para casa" e o Gordo responde "Eu também".

Foi o caúz!! Telefonamos ao Miguel a dizer para ele voltar para ir buscar o matrial pois nós iamos descair e chumbar a missão, enquanto ele chegava arrumamos tudo e depois foi só transportar a tralha toda novamente para o carros, a muito custo pois agora eramos menos e tinhamos de levar tudo de uma só vez.

Depois de a muito esforço chegarmos aos carros a opinião era unanime:



[b]
MISSION FAILED

fotos
avatar
emiz
Admin

Mensagens : 13
Data de inscrição : 17/12/2010
Idade : 29
Localização : Praia da Luz

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum